terça-feira, 7 de dezembro de 2010

dia sete

se eu voltasse ao tempo em que te vi menino
mãos brincando coisas sérias: como se fossem
se tornasse a ver-te os olhos inquirindo mundos
e eu sem respostas
se eu te visse trepando abraços como se fossem rochas
tu escalando sentimentos
e eu sem mais que uma cartilha de abecedários e contas

se eu te visse de novo criança
cerregava-te ao colo até me pedires
anda, mãe, vai que eu já sou um homem

4 comentários:

Mena G disse...

Lindo! Parabéns aos dois.

wind disse...

Parabéns ao filho e à mãe:)
Beijos

expressodalinha disse...

Parabéns também. Pena não ter ido. Até breve.

deodato santos disse...

fátima, não consegui em olhares felinos pôr uma noticia para LAGOS MELANCOLIA OUTONAL. cansa-me ir escrever tudo outra vez, não te importas de ver em claustrofobias e de-olhar.

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein