terça-feira, 27 de março de 2007

a hora da luz

A garrafa deitada no muro bebe o sol que se espelha nela.
O gato aquece o pelo estendido na soleira da porta da casa que tem uma barra azul em volta da janela, única janela que a casa tem. É um gato amarelo a brilhar ao sol.
O caiador que veste uma camisola de algodão com dois buracos junto ao pescoço, tem os braços queimados do sol e, molhando um pincel preso a uma cana comprida, caia a parede que reflecte a luz.
Lá ao fundo, o mar está todo azul e o céu também está azul. Estão ambos, mar e céu, muito lisos e apenas uma gaivota, uma só gaivota, é não azul.
Isto, lá muito ao fundo. Isto, muito afastado da casa com barra azul que o caiador caia de branco, a casa que tem um muro onde uma garrafa bebe o sol que lhe bate e onde, no poial da porta, um gato apanha sol.
No muro da casa, há um maciço de piteiras carregadas de figos encarnados com muitos picos. O verde polpudo brilha em muitos verdes com a luz do sol.
A esta hora, eu gosto de olhar cada coisa que se me apresenta e, como um menino de escola, ficar, uma a uma, a descrevê-la.
Gosto de saber que há um tempo, um tempo curto, em que parece, em que quase posso estar certo, que a luz contacta cada ser, cada objecto, e nada ensombrece.
Olho cada folha da piteira a campear o muro, e é tudo vermelho e verde. Negro, só os picos. Nenhuma
sombra aparece.
Gosto deste utilizar completo da luz que o sol derrama nos seres e nos objectos.
Apenas cor e luz! Nem uma sombra por um breve intervalo de tempo!

Nem sei se é real ou se é ilusão minha, se eu invento.


ter-me-ei inspirado aqui?!

11 comentários:

sotavento disse...

:):):)

Maria disse...

Os Morangos ja nasceram!!!!!!!Nao sei quem es ???????????????????????Os DEUSES pregam cada partida logo pela madrugada

Yardbird disse...

E se inventas, inventas sempre bem :-)
Beijinho

Gi disse...

A luz é vida. A vida é côr. Deixas-te aqui um bocadinho disso tudo.

Aqui fica uma gaivota para ti
http://www.marblehead.org/documents/Photo%20Gallery/Lone%20Seagull%20Full.jpg

beijos

Arion disse...

E o que nós gostamos da luz do sol! Mas continuo com frio... ;)

wind disse...

Escritora inspirada ali ou não, esta tua prosa está magnífica, tu fazes o que queres com as palavras:)
beijos

mac disse...

O arco iris anda à solta...

Maria disse...

Então assim sendo,aqui vai o meu registo matinal«»logo pela manhâ enviado pelo sol,encontrei um BUFO(Ave em alerta)»com Orelhas»Erectas quase Invísiveis,IRIS laranja»Matizes brancas(Ái porra enganeime não são brancas,são LARANJA muito INTEEENSO.Lindo ....lindo...lindo

Maria disse...

asonbrados papeis (PORRA lá a putalhada já estou atrazada/DEPOIS volto À Primavera

Maria disse...

quase que atropelava um cavalo da brigada de trâ/

Francisco disse...

óó... isto deve ser guião para um poema. um rascunho feito para não esquecer o que se pretende transmitir. que a poesia tá lá, tá. mas também letras a mais. muitas.

bahhhh...
;p

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein