sexta-feira, 29 de outubro de 2004

exorcismo

a boneca mulher...
mulher sentada...
desgrenhada....
desenhaste-a...
quantas vezes...

mãos amarfanhando o desalinho do cabelo...
cotovelos esventrando os joelhos...
força de um desespero...


não sabias...ainda...
então...não o sabias...


desenhaste...bonecas...
a óleo a lápis a carvão...


agora...agora sabes...
agora ela e tu...

sentadas no degrau da escada...
o desespero...antes...
antes deste estar

sentada...ouvindo...
tu...desgrenhada...

no degrau da escada...

ela o vivia... antes...
papel esborratado...
olhando-te...


o desespero da duvida...
os cabelos dela...os teus...
o sem - sentido dela... o teu...
enclavinhadas as mãos...

as tuas mãos...
o desespero...

a duvida... a dor...
a tua...a dela...


riscada no papel ...antes...
muito antes...

muitas vezes...
antes...

deste sentar... ouvindo...
no degrau da escada...

vivias... antes...
boneca...
desenhada
...

(adaptado de texto escrito em 18/1/03)

19 comentários:

wind disse...

Beloooooooooooooo:)))) Imagens lindas a condizer com o que está escrito:-) Beijos***

R disse...

OLA, cheguei agora aqui e fiquei maravilhada:)
BJS LIZ

M.P. disse...

As palavras saiem-te como que se rebentassem a pela caneta com que escreves... carregadinhas, carregadinhas de signifcado e de um não sei quê que não sei definir (talvez um seilá o quê) e que me levam a gostar MUITO daquilo que aqui deixas!:) BOM fim de semana!**

LolaViola disse...

Sou solidária com todas as mulheres bonecas que escondem a sua alma em olhos de porcelana. Um abraço
(deixo tb o outro blogue colectivo...http://bloguecartas.blogspot.com/)

lua_sol1 disse...

Só para deixar um beijinho. Ana Sofia

lua_sol1 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Tim Bora disse...

A boneca nunca será mulher, a mulher,essa, chega sempre, sempre a ser boneca, longe de mim a ideia da decorativa. Um bom fim-de-semana (com prolongamento).

Nia disse...

Cabelos desgrenhados como ramos-braços de árvore-de-crescer -por- dentro.
Mulher-boneca , menina a crescer rompendo o que de mulher ficou boneca.
Boneca-mulher, nunca mulher-boneca e muito menos boneca-marioneta!

antonio disse...

Venho aqui e...pronto!... levo logo que pensar.
Tens um dom raro mulher, tens tens!

Um abração do
Zecatelhado

bertus disse...

É pá! nem mesmo "morto" me dás descanso! e inda por cima com desenhos de uma boneca, eu que nunca fui lá muito bom retratista seja a óleo, lápis ou aguarela; fujo como o diabo da cruz se me pedem para fazer um trabalho desse género e se é com modelo à vista pior ainda, que não gosto de trabalhar "acompanhado"; uma vez fiz um painel para uma câmara com mais três ou quatro gajos e parecia que estava no circo: todos os assistentes davam opinião; estive quase a pôr a trincha na mão de um deles e dizer-lhe: «porra! pinta tu!!» demoro muito, apago, retoco, o cabelo não é assim, os nariz está um tudo nada favorecido e os olhos, é pá os olhos que tanto determinam um rosto, são do caraças! mas onde é que isto já vai!...a tua boneca -mulher que me perdoe mas que não desespere e se ...penteie.
Tem um óptimo fim de semana, beijinho e intés!!

AC disse...

há pessoas que têm o dom da palavras e tu tens mto mais que isso...parabéns.

lobices disse...

...pois, pois...também não tens andado atenta aos meus posts... se vires o de 12 de outubro tens lá uma a sul e se vires a 6 de setembro tens lá uma a leste... :) *

mfc disse...

As bonecas são como a vida!
São o que quisermos... ou o que pudermos ser!

Anónimo disse...

Infelizmente tantas tantas (ainda) bonecas ainda há nesta vida, neste mundo. Myryan

Anónimo disse...

Eu tive a felicidade de ter bonecas, mas no "meu tempo" havia muitas crianças que nao tinham... e é tão bela uma boneca.... saudades. Beijinhos ***

AnaP disse...

Gostei muito do texto! :-)
Já está escrita a parta 11.... alea jacta est!
Beijocas!***

Cecília disse...

Olá boneca!
Mandei-te um mail. Bom feriado. Um abraço

M.C. disse...

ah apaguei o link do perdida...é por aqui agora...beijinho

pipetobacco disse...

{ ... profundamente deleito (-me) em (tuas) palavras a ler sem nunca te ver © biquinha ... }

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein