terça-feira, 5 de julho de 2011

senhora ministra

   - Juro por minha honra que cumprirei ...
   A voz saiu-lhe firme, pausada.
   A mãe costumava dizer-lhe: olha que os deuses vêem tudo! e acrescentava, depois de um intervalo curto, o necessário para a olhar do alto do seu metro e meio, e mais um pouco, com aqueles olhos muito claros, os mesmos com que veria os deuses: olha que eles castigam as meninas presunçosas...
   Setas de fogo, e corredores sem ir aonde, e o chão a abrir-se em precipícios: uma lista imensa de castigos.
   Letra por letra, palavra por palavra, Maria Rosa terminou a leitura da lauda de tomada de posse.

2 comentários:

wind disse...

Pois, já nem dá para ouvir...
Beijos

expressodalinha disse...

Tomar a posse é assim como engolir uma dúvida. A diferença está no ordenado.

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein