segunda-feira, 20 de setembro de 2010

na despedida...

nem contra nem a favor
eu nem peço nem imploro
nem fico sentada vendo
nem escrevo não acabem

nem contra nem a favor
eu simplesmente sorrio
deixo o riso a cada um
aos tantos que aqui passaram

e agradeço
obrigada aos que geriram
e engendraram
e aos demais que abrilhantaram

são assim os festejos
os encontros vão e vêm
deixam saudades
deixam laços
três ou quatro
tu apenas
 que fortuna!

nem a favor nem contra
a partir para uma outra
venha ela!

adeus

que saudades!

11 comentários:

Sandra disse...

Também fiquei triste com o adeus. Deixei no blog o meu registro de despedida. Mas sei que muitas outras novidades eles vão estar nos proporcionando.
Sua postagem ficou super carinhosa. Uma linda despedida.
Sandra

angela disse...

Que jeito mais bonito de dizer adeus e contar-nos o que pensa.
Gostei muito de seu poema.
beijo

Canalha de Lagos disse...

Obrigado professora!

Obrigado pelo seu sorriso!
Obrigado pelas suas palavras!
Obrigado hoje e sempre!
Eternamente Obrigado!

Receba agora o meu abraço.

wind disse...

Escritora, quando comecei a ler assustei-me:)
Beijos

lis disse...

Bonita despedida Fátima
Quiser saber fazer poemas rsrs
parabéns
Vamos nos vendo sempre de todas as formas posíveis, o importante é não se entediar por aqui .
abraços

Eduardo P.L disse...

Original, franco e sincero! Sou A FAVOR!

Bjs

João Menéres disse...

MARIA DE FÁTIMA

ESPECTACULAR O TEU POEMA DO ADEUS !!!

Excelente a forma como cumpriste a TAREFA.

Uma beleza que os vai enternecer!

Um beijo.

Chica disse...

Linda despedida! Até a próxima brincadeira!um beijo,tudo de bom,chica

Chica disse...

Linda despedida! Até a próxima brincadeira!um beijo,tudo de bom,chica

expressodalinha disse...

A vida é um constante ir e vir. Voltar e partir. Tudo fazemos para ficar.

José Jaime disse...

Linda postagem. O IR e Vir estão na mesma plataforma, e tenho certeza que embarcaremos em outras...
Abraços
José Jaime

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein