domingo, 23 de maio de 2010

eu ainda nem vim de férias

é
eu ainda estou por aí vogando
e, talvez porque fiz por isso, aconteceram coisas que só acontecem se nos deixamos ir de férias
eu estava ali de papo para cima, lendo
e lia uma revista
coisas que se dão quando a gente se deixa estar como se estivesse por aí vagueando
e nesse estar, eu de papo para o ar como se tivesse aterrado num local distante
pasmo:
na revista estava isto que abaixo deixo
e eu vim de longe colocar aqui para que soubessem o que pode acontecer a quem se deixa estar como se estivesse passeando
espero que gostem como eu estou gostando:
muito
tanto


de Marta Chaves na página sessenta e cinco da revista INÚTIL


Há mais tempo longe da minha infância do que isto:

Imagine-se uma criança a certificar-se da sua existência
batendo os pés violentamente no soalho.
A querer ouvir-se.

Imagine-se uma criança com a cara encostada ao vidro da janela
embaciando-se do seu próprio ar.
A querer ver-se.

Imagine-se uma rapariga que durante anos tomou banho ajoelhada
de modo a que a água ao cair,
fizesse menos barulho nos quartos contíguos à casa de banho.
Como se rezasse, como se não existisse.

Imagine-se mais tarde uma mulher a correr
ao longo de um muro alto,
magoando-se com a sua própria velocidade.
A desaparecer aos bocados.

4 comentários:

Mena G disse...

Passei os olhos por esse logo ontem à tarde. Excelente.

wind disse...

Maravilha:)
Beijos

vasco gamito disse...

Foi, de facto, muito bom. Graças a todos vocês! Obrigado, Fátima! Um grande beijo!

Helena Teixeira disse...

Uma óptima descoberta :)
Obrigada por partilhar :)

Deixo um convite: Junte-se a nós no dia 10 de Junho, no Convento dos Frades Franciscanos, em Trancoso, num duplo evento: «Encontro de Bloggers e lançamento do livro "Aldeias Históricas de Portugal – Guia Turístico". Para estar presente, envie um mail para aminhaldeia@sapo.pt a solicitar o formulário de inscrição e o programa das festividades. Faça-o com antecedência, pois as inscrições são até dia 2 de Junho.

Abraço
Lena

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein