segunda-feira, 25 de junho de 2007

BATATAS QUENTES E SETE MARAVILHAS

E agora como é que eu faço?!
Atulharam-me casa.
Propõe-me o
TCA do ABSTRACTO CONCRTEO que vasculhe os livros que ando a ler e os que já li e o diga aqui para que todos saibam se ando a ler por aí a Maria ou assim coisa nenhuma. Uma BATATA QUENTE estalando é o que me deixaste aqui na casa, meu malandro!
Felizmente que não deita rama ou ficaria com a casa ainda mais marada.
É que ainda nem começara a preparar a lista dos livros e dos manos a quem passar a tal batata fervendo, e já tinha à perna, é bem o termo, resultado de um desaguisado, é o que suponho, uma proposta do
PAPEL DE FANTASIA ou de um seu MANO na pessoa do LEGÍVEL, propondo que fosse o Repensando uma das SETE MARAVILHAS… do Mundo. Não é?! ai é dos blogues?! Pois seja assim, que o que me preocupa é que ocuparam até o canto onde eu escrevia e agora não tenho espaço para colocar nem para uma folha de papel almaço e uma caneta de tinta, quanto mais para um PC com monitor e teclado. Se isto continua qualquer dia não escrevo.
Sou quê?!! Será que ouvi as vozes?!! Desagradecida?!
Né! na senhora! é cá tou é tã vaidosa que já na digue coisa com coisa.

Atão vamos lá primeiro às SETE MARAVILHAS

E a proposta vai para o
O meu querido
TCA e os seus RISCOS
A querida amiga
GI do TRANQUITANAS
Dou do coração o meu voto ao tesouro que é
O MEU ALPENDRE da MARIA ALFACINHA
E para ele vai sempre o meu voto:
o YARDBIRD nos NOVOS VOOS
Para o homem que é um compêndio
o AUGUSTO do KLEPSIDRA
E para o mé rique vezinhe
ARION do EXILIRIADO
E para o Almaro
o JEREMIAS em O DESENHO DO HORIZONTE


Agora a batata


assim os que me vêem à memória sem ordem e sem mais do lembrar-me eu deles agora.
Les petits chevaux de Tarquinia e Une barrage Contre le Pacifique Marguerite Duras (ESTES LEMBRO SEMPRE!)
O meu pé de laranja lima de José Mauro de Vasconceles
O admirável mundo novo de Aldoux Huxley
Da vida e da morte (contos) de Selma Laguerllof
Jogos da idade madura de Luís Landero
O Século primeiro depois de Beatriz de Amin Maloouf
Querido primeiro amor de Zoe Valdés
O deus das pequenas coisas de Arundhati Roy
O vento assobiando nas gruas de Lídia Jorge

Livros de leitura muito recente

Todo o mundo de Philip Roth (a ler)
A mancha humana de Philip Roth
O animal moribundo de Philip Roth
Cemitério de Pianos de José Luís Peixoto ( a ler)
O Insecto e outras histórias de Claire Castillon
O ano do pensamento mágico de Joan Didion
Combateremos a sombra de Lídia Jorge ( a ler)

Imediatamente antes andei numa fase Paul Auster


Ah!!! os científicos têm andado arredados…

Uff!!! Acabei!!!
e fiquei assim




6 comentários:

Arion disse...

Obrigado, rica vizinha. Beijo!

Gi disse...

Sem tempo e sem imaginação aproveito os momentos livres para me passear nos cantinhos que gosto. Parei aqui e babei outravez. Não. Claro que não é salivo-incontinência , mas sabe-me bem saber que as minhas partilhas são assim encaradas. Deixo-te um beijo e um obrigada do tamanho do Mundo. Já agora dos arredores também. Beijos. Grandes e gordos e já agora fôfos tamém que eu hoje estou uma mãos largas.

:)

augustoM disse...

Minha cara amiga, obrigado pela nomeação de maravilha, é uma bondade sua, mas maravilha não sou, não senhor, pelo contrário, muito longe disso, não passo de uma pessoa muito preocupada com o mundo tão pouco maravilhoso em que vivemos.
Quanto ao livro, basta enviar a morada para o meu mail e não paga mais pelo autógrafo, ou se preferir, dentro em pouco vai figurar no blog a lista dos pontos de venda.
Um abraço. Augusto

vida de vidro disse...

Li os prémios, as preferências literárias, as receitas (delícia...) e vou daqui com um sorriso. Bom, não? **

TCA disse...

mó... obrigado.
passa aí o avental...
e pronto. mataste dois coelhos de uma cajadada. isso com batatas quentes, nas tuas mãos, deve dar uma receita interessante.
(o avental tb ser p limpar a baba?)

wind disse...

Escritora, parabéns pelos prémios:))))
São mais que merecidos:)))

Beijos

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein