quarta-feira, 7 de dezembro de 2005

flores para ti

Eu hoje só queria flores.
Flores em ramos, em jarras transparentes.
Flores em pétalas tapetando o chão.
Flores abrindo-se nas árvores.
Flores caindo dos céus como chuva.
Eu queria muitas flores.
Lilases, rosas, vermelhas, matizadas.
Flores amarelas.
Flores de todas as cores.
Muitas e variadas flores.
Fazia com elas uma cidade.
Uma cidade inteira.
Uma cidade onde serias feliz.
P´ra isso, eu hoje queria flores.
Muitas e variadas flores.

12 comentários:

wind disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
wind disse...

Então toma lá:)

http://www.coloredhome.com/flores/flores01.JPG

Eremita Baptista disse...

uma flor por cada tristeza...bom feriado...

Nilson Barcelli disse...

Vou roubar um montão de flores para ti.
Só que não vai ser nada fácil, pois aqui o Inverno dá cabo delas...

Ainda a propósito do meu comentário ao teu poema anterior, e da tua curiosidade, eu não devo neste espaço ser muito aberto relativamente às dúvidas com que fiquei na leitura/interpretação do teu poema.
Digo-te apenas que eu publiquei um poema no meu último post em que eu, que o escrevo, sou mulher (mas quase ninguém ainda o percebeu). Mas, se vissem com atenção, veriam que estava a falar pela boca da criança da fotografia, que até tem o mesmo título do poema. Ou seja, eu explico por que falo como mulher.
O teu poema tem um enigma parecido, pois fala de mulher para mulher, mas não vi pista nenhuma para o decifrar, a menos que... pois, daqui para a frente não dá para falar aqui.
Vou mandar-te um e-mail. É o melhor.
Beijinhos e bfs.

Yardbird disse...

Tenho esse quadro aqui à minha frente. Como o Diego é um dos meus pintores favoritos, agora fico com dois :)
Beijinho grande

lique disse...

Queria que os campos estivessem cobertos de flores para te dar uma braçada delas. :)
O poema tem a tua marca inconfundível. Também adoro os quadros de Diego Rivera.
Beijão

SalsolaKali disse...

Eu tenho umas flores que não estão ainda todas entregues...
Segue os meus passos e colhe as que quiseres.
BJ
SK

Maria do Céu Costa disse...

Eu hoje também só queria flores. Gostei de me sentir neste jardim florido. Beijinhos.

Zecatelhado disse...

"...porque em cada flôr estrangulada há milhões de sementes a florir..."

Um grande beijo para ti mulher
Zecatelhado

TCA disse...

um milhao de flores... de todas as cores.

agua_quente disse...

Toma..., malmequeres, papoilas, todas as flores que povoam lá a minha paisagem sonhada! Mesmo estando aí a chegar o Inverno, claro!
Beijos

Fausta Paixão disse...

O poema é lindo, até tem aroma... mas olhe, amiga, a Fausta dá conselhos mais sensatos e eficientes. Siga-os e verá que não se arrepende:

Faz banzé, grita, esperneia
Desabafa, desembucha
Se um deles te chamou feia
Tapa-lhe a boca c'o a chucha;

Que os homens são sempre assim
meninos até morrer
É a gente a fazer de mães
E eles sem aprender;

Não te vençam essas mágoas
Acarinha quem te ama
Manda-lhe já um SMS
E convida-o p'rá a cama!

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein