segunda-feira, 7 de novembro de 2005

letras

Havia dias que repetia este já quase ritual – abrir o computador e ficar ali horas até o sono lhe dependurar uma pálpebra na outra.
Um ar ausente, quase se diria adormecido não fora o olhar focado na luz do monitor e, de quando em vez, num ou outro livro que se alinhava nas estantes.
Hoje está um pouco mais desperto. Um nada só. Que terá para contar?
As letras no teclado olham-no apelativas. Colocam-se em jeito de ser tocadas. Parece que cada uma delas tenta desvendar-lhe a narração completa começada nela –
Era uma vez... – Manuela dizia... – Visitava a casa...
Parece que ele se não decide nem pelo E nem pelo M nem pelo V.
E todos, as letras e os sinais de pontuação, esperam.
Até que um dedo indicador de mão direita se aproxima da letra H.
Num ápice outros dedos se movimentam sobre o teclado. Uma após outra, as letras vão dando origem a palavras. Esvai-se do homem o ar adormecido. Um brilho inunda-lhe o olhar.
Se as letras soubessem ler palavras, teriam lido o princípio duma linda história.
(E também, as letras não podiam entender que, naqueles dias, o escritor esperava uma visita importante, muito importante. Essa visita, por vezes, fazia-se demorar. O escritor esperava paciente, pensativo,e a Inspiração vinha sempre mais sadia, mais cuidada, mais sapiente.
É, as letras serviam mesmo só para escrever...)
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Vão ler em ESCRITOR FAMOSO Prenhas e Silêncio maior dois textos com que concorri.
Leiam bons textos e concorram!
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

16 comentários:

TMara disse...

descreves muito bem a forma como aescrita se dependura em nós, germina quase autónoma da vontade, do pensamento. Obrigada pela visita e companhia no dia de ontem e ternura assim ofertada. Boa semana, Bj de luz e paz :)

Anónimo disse...

Olá !

A propósito de um comentário que escreveu no Proximizade, voltamos ao seu contacto, para lhe dar conta das formas possíveis de colaboração, no imediato:

De momento, precisamos, em primeira análise, de material que possa enriquecer o nosso blog (posts acerca de temas integrados no âmbito do nosso trabalho, ideias para iniciativas concretas ao alcance de um blog colectivo para ajudar quem precisa, etc).

E de divulgação do nosso projecto (quanto mais "barulho", mais atenção).

...E também de donativos para as instituições que recomendamos.

De concreto, para já, temos o apadrinhamento de crianças (no qual
ajudamos a constituir grupos para minorar o esforço financeiro
individual exigido e encaminhamos o assunto para as entidades mais
carenciadas).

Obrigado pela sua disponibilidade para ajudar. Ficamos a aguardar um
novo contacto seu - para proximizade@gmail.com -, indicando a modalidade de apoio que melhor se
enquadrar nas suas possibilidades.

Proximizade LV

sonia disse...

muito bonito e cheio de sensibilidade este texto. descreve a alma dum criativo, e dum criador.
beijinhos

M.P. disse...

Olá. Só para dizer que estou de malas feitas para partir para o "Palavrejando" ... :) ** http://palavrejando.blogspot.com

wind disse...

Mais um bom texto. O que um escritor deve sentir, quando no princípio não sai nada.) Olha, carreguei no link que deixaste aí, mas não aparece a página. beijos

Adryka disse...

As letras servem para muita coisa, tanta que sem elas como estariamos aqui. beijinhos

peciscas disse...

Vamos lá ver!

Hoje é um dia grande no Peciscas.
Divulguei o meu manifesto eleitoral!

wind disse...

Com o link já a abrir, fui ler. Está com muita garra o poema:) beijos

Nilson Barcelli disse...

Este teu texto é muitíssimo bom.
Gostei de o ler. È um pequeno conto.

Vou já ver o que colocaste a concurso.

Há dias perguntaste: «... mas que raio andas tu a fazer nessa terra?! (pronto já disse! andava mortiiiinha)»
Resposta: a trabalhar.
Se quiseres pergunta mais, podes perguntar tudo o que achares por bem saber... por este ou por outro canal qualquer.

Beijinhos

gato_escaldado disse...

não há inspiração sem transpiração. claro. muito bem escrito. beijos

Eremita Baptista disse...

bom blog. sinceramente não conhecia mas gostei muito. parabéns.

sotavento disse...

Essa "Ção" não te larga!... ;)

titas disse...

Excelente, amiga!
Já fui votar em ti.
Mereces ganhar!
Aliás, já ganhaste!


//(~_~)\\ um beijo da Titas

Afrodite disse...

Eu diria mais e melhor do que esta ranhosa que está aqui em cima de mim (salvo seja, vade rectro Satanás, t'arrenego Belzebú, ai jesus, cruzes canhoto,
lagarto, lagarto, lagarto):

Aliás, já ganhaste!
Mereces ganhar!
Já fui votar em ti.
Excelente, amiga!


§(~_~)§ beijo da Afrodite
(uma carinha d'anjo num corpo espectacular, com tudo no sítio, muito dentro do prazo, sem aditivos nem silicones)

TMara disse...

bj, amiga

cm disse...

haja "h" sempre que um suspiro quer falar ou um sorriso deseje partilhar a sua luz...um dia feliz

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein