sexta-feira, 12 de novembro de 2004

fuga

Deixem que perca o sabor de tudo
Apenas a sensação de boiar
em cada superfície

da descida às profundezas
apenas flutuar
afogando-me
na água que um dia verti
Sem memória
Sem ouvido
Sem vista
Sem tacto
Sem sentidos

Sem corpo
que não o que se precipita
para mais nada



(escrito e desenho de finais de 02)

14 comentários:

Anónimo disse...

Misterioso e uterino...Muito belo!
Boa noite para ti :-)
Dora
www.atrasdaporta.blogs.sapo.pt

lua_sol1 disse...

Sim, há momentos em que apetece fugir para "algum" sítio. Bom fim de semana. Desculpa não vir mais vezes mas ando com o tempo um pouco descontrolado.Beijinhos

O Micróbio disse...

Palavras com dois anos de existência! Em termos vitivinícolas... tens uma boa Reserva!

bertus disse...

Bom. Tu arranjaste-me aqui um embróglio do arco da velha! Das duas uma: ou andas em fuga desde 2002 (se bem percebi a data do post...)ou então já paraste de fugir no momento actual...
Se por um lado não é fácil andar fugido tanto tempo (não sei se percebes alguma coisa de ciclismo, mas nessa modalidade desportiva, um atleta foge aos restantes -o pelotão-, no máximo dos máximos umas duas ou três horas; pode ser apanhado ou mesmo ganhar a etapa, mas a corrida acaba...na meta e no mesmo dia) se isso acontece contigo desde 2002 e nem sei se andas fugida de bicicleta ou a pé (o que ainda vem complicar mais a fuga) acho que é demasiado tempo e que devias dar um descanso a ti mesma e fazeres uma pausa.
Mas isto sou eu a congeminar cenários onde provavelmente eles já não têm razão de ser...que o mais certo será nesta altura teres deixado de fugir. Pelo menos nunca reparei em qualquer meio de comunicação ou em editais de rua, informação do estilo: "Fugida de si própria, Seila nunca mais pára...de fugir!".
Espero que estejas bem e se começas a fugir, tá descansada que eu apanho-te...que corro mais que tu! Intés!!

SaltaPocinhas disse...

Lamento informar vocência, mas não, não são morangos...
Achas-me tão forreta capaz de dar UM morango a uma pessoa e nem pagar os portes??
Quanto à tua fuga, às vezes apetece mesmo fugir, deixar tudo. Quando me dá um ataque desses é só esperar um bocadinho que passa logo! Beijinho

fernanda dias disse...

E aqui fico a pensar porque sentiste necessidade de publicar uma coisa com 2 anos! Beijo enorme e bom fim de semana

wind disse...

Apesar de melancólico, está simplesmente divinal o poema e o desenho, em perfeita sintonia:) beijos:)***

Micas disse...

É bom fugir de vez enquanto para depois voltar mais segura. Beijinho e bom fim de semana

M.P. disse...

Como é possível ir para o Nada transformada em Nada??? Isto é a mais pura forma de alienação! E depois da fuga como seria o regresso??? ;) BOM fim de semana **

Anónimo disse...

As vezes quanto mais andamos para a frente, mais lembramos o passado... Deixo-te beijinho e + um pela msg no meu "acordomar" .. tá dificl :(:(... Beijinho*/Lina

lique disse...

Pois e parafraseando a Fernanda Dias, porque necessitaste de publicar agora algo com 2 anos? Minha querida amiga, conselhos já disse que não dou. Se corresse atrás de ti, como diz o porquinho, acho que não te apanhava, portanto resta-me dizer-te que essa sensação de nos querermos afogar e não sentir nada (por nenhum dos sentidos) acontece mas não convém que se prolongue. E o abraço e o beijo aqui deixo.

M.C. disse...

gosto destas coisas "antigas" que tu escreves...na realidade gosto de tudo o que tu escreves! Mas já te o tinha dito! Ás vezes saio daqui com uma lagrimita no olho... já te tornaste naquelas visitas obrigatórias...mesmo que não comente por andar sei lá como.. leio-te! Um beijinho e bom fim de semana para ti!

pipetobacco disse...

{ ...

(hoje) de azul*
por mais que a tente colorir
minha alma
manifestar-se (hoje) de azul*
© biquinha

*o azul [da tua alma]

... }

{ bom*fim*de*semana }

BlueShell disse...

Dizes sempre tanto..e não precisas dizer muito. Leio-te com gosto. E tans razão sabes? No comentário que lá deixaste...Bjs mil

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein