quarta-feira, 29 de setembro de 2004

eu queria...

eu queria ter malmequeres a rodar na cabeça
uma carrada de malmequeres a dançar
nunca mais a cabeça zunir de contradições,
de sonhares desfeitos
de pesadelos acordada
nada mais que o zum zum dos malmequeres
rodando...


...com calma

nas palmas das mãos pétalas
rosadas pétalas de rosas
esvoaçantes
nos cabelos odores de pinhais
circundantes
carumas calcadas de pés nús
deslizantes
águas de um rio
escorrentes
meus olhos num arrepio
sosssegados

olhando-te neste fim de estio!
.....................................................................
o Almaro não deve ficar zangado ...este comentário dele, ali no outro post, tem tanto a ver com o que aqui, agora escevi!...

Tenho andado a sonhar…… com um mundo de acordares onde tudo é descoberta. Onde cada um desenha a sua própria ideia. Sem papagaios. Que cada um não repita o que ouve, o que vê. Mas que crie. Um mundo onde ninguém deixe que os jornais, as televisões, os fazedores de opiniões, nos retire o gosto de olharmos tudo, com o nosso ver. Um mundo sem espelhos, onde cada um não precise de se rever. Que sinta uma única necessidade. SER!


10 comentários:

Anónimo disse...

"Pensamentos" com palavras tão belas que nem sei o que escrever:) Divino! beijos wind

almaro disse...

é a minha vez de te dar um Bom dia e agradecer-te todo o carinho que tens desenhado com as tuas palavras. Pena tenho de não ter hoje todo o entusiasmo que conseguiste transmitir com o teu BOM DIA!
um beijo ,
almaro

objectiva3 disse...

Gostei muito da ideia do malmequer a rodopiar!

lique disse...

Minha querida, hoje acordámos as duas com flores a rodar na cabeça. Adorei os teus versos e o malmequer, o que o almaro escreve é sempre um espanto renovado e a tua reflexão final digna de ser lida e tida em conta. Beijo daqui para aí.

Ana Russo disse...

BLOGODEPENDÊNCIA COM CONTORNOS DELIRANTES E VIRTUAIS e... malmequeres... a rodar... Bj grande !

lique disse...

Claro que a confusão foi minha. A reflexão final é do almaro. Aliás inconfundível! beijinhos

ognid disse...

Belas palavras minha amiga. Mas isso dos malmequeres a girar na cabeça... hummm :))) bjs

inconformada disse...

Mas não tens ? Eu achava que sim... Malmequeres ou qualquer outra flor campestre :-)
(beijo)

Anónimo disse...

...e acho que sim.
que deves sonhar
com um mundo-quase-perfeito
onde todos possamos usar
uma qualquer flor ao peito;
é verdade que esta imagem
é fabricada de poesia...
Mas que tenhamos pelo menos,
o direito à fantasia.

Beijokas, bom fim de semana e intés!

bertus disse...

porque não cliquei no "bertus" o poema acima saiu como anonymous. Nada mais falso! O poema é meu e só to dou a ti. Tenho dito! palavra de Porquinho

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein