sexta-feira, 11 de junho de 2010

letras...

Por vezes, acontecimentos inesperados sobrepõem-se aos desejos, às decisões mais sábias, ultrapassam e desfazem paixões e os amores mais nobres amalgamam-se como se fosse uma luta de ódio.

apenas uma frase que apanhei por aí escrita
e nem tem data que pudesse dar-me a perceber: a razão foi esta, foi este o acontecimento que se deu
terei escrito apenas em jeito de começar romance
e, sendo isso, porque não terei escrito mais é coisa que me mói a ler aquela frase

letras...palavras sem sentido
frases deixadas sem mais serviço que serem encontradas e ficar a pergunta: porque terei escrito isto

7 comentários:

Arion disse...

Escreve-se porque sim. Para além disso só há acontecimentos inesperados...

wind disse...

Têm sentido sim. Há uma razão para tudo:)
Beijos

Chica disse...

Escrevemos o que nos vem no coração naquela hora...beijos,chica

Helena Teixeira disse...

Escrevemos com sentido algo sem sentido e também escrevemos sem sentido algo com sentido. Em tudo,há sempre sentimentos a mover-nos.
Gostei muito do novo visual do seu blog.

Jocas gordas
Lena

Convite: participe na Blogagem de Julho do blog aldeiadaminhavida. O tema é: “A Fruta da minha Região”. Vale tudo: texto, foto, imagens, vídeos, receitas, cartazes… dê asas à sua imaginação, enviando a sua participação para aminhaldeia@sapo.pt até dia 8 (de preferência).

Valvesta disse...

Exatamente o que eu escreveria hoje se tivesse teu talento... bjos no ♥.

mac disse...

Escreve e cala-te.
O meu espírito eriça-se todo com uma frase que contém "os amores mais nobres amalgamam-se como se fosse uma luta de ódio", de maneira que tenho muita curiosidade em saber como se sente o teu.

Renata (impermeável a) disse...

viver vai além de respostas e perguntas...
belos contos e palavras...

abraços.

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein