domingo, 8 de março de 2009

porque ele fez esse poema e hoje é dia internacional da Mulher


leiam lentamente
(depois levantem-se e declamem-no

gritem num ou outro verso e solucem)
mas primeiro leiam soletrando cada verso como se bebessem um vinho muito raro em fina taça



Homenagem à Mulher




Belo
é caminhar por entre o verde
saber que se ganha e que se perde
e ficar-se a sorrir, sempre.

Belo
é ver cair à volta o mundo
ouvir-se o lamento do moribundo
e ficar-se a rir eternamente.
.
Belo
é não pensar, não ler, fantasiar
e nas grandes noites
apenas sonhar, sonhar.

Belo
é o grande mar, o céu azul
e o doido que ri
sem saber o que quer ou o que não quer.

Mas o mais belo de tudo
é a mulher.

Todo o belo que existe cabe em si.



8 comentários:

Francisco L disse...

Belo...

mac disse...

bafh

Mateso disse...

obrigada!
Bj.

wind disse...

Belos poema e desenho.
Beijos

Fraude disse...

Sem dúvida um BELO poema.

Mena G disse...

Absolutamente.
Belo. Bela triologia.

Sofá Amarelo disse...

Cada palavra do Vieira Calado é uma dádiva, é realmente uma pérola, um diamante do mais alto quilate...

Aguimas disse...

lindo

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein