quarta-feira, 9 de março de 2005

zero de palavras


10 comentários:

José Gomes disse...

"Zero de palvras" porquê, Seila?
A ilustração do Post diz tudo, não com o matraquear das teclas mas pelo que salta da imagem, da onde de sentimentos que incute... palavras para quê?
Um abraço, destas terras geladas do norte...

Anónimo disse...

.. mas muito do resto! m Bj da Fernanda

Anónimo disse...

.. mas muito do resto! m Bj da Fernanda

agua_quente disse...

Zero de palavras mas que expressiva imagem! Estive a ler o que escreves e tenho pena que o teu caudal de belas palavras aqui não tenha aparecido.
Se quiseres, dá-me o prazer de aparecer em http://gato-na-paisagem.blogspot.com .

agua_quente disse...

Estive a ler-te e tenho alguma pena que esta extrordinária imagem não venha acompanhada do teu belo caudal de palavras. Se quiseres, dá-me o prazer de vir conhecer-nos, a mim e ao gato.

http://gato-na-paisagem.blogspot.com

lique disse...

Para quê palavras? A imagem é eloquente. Mas eu gostava de ter palavras para ti. Para já, só um abraço e um beijão.

sotavento disse...

Pronto, convenceste-me, eu dou-te mais massinha de letras!... :)

eduardo disse...

Zero de palavras neste silêncio que fala. E que se entende.

wind disse...

Palavras para quê? A imagem "diz" tudo".beijos*

Carlos Barros disse...

a perfeição da solidão pintada com silêncios

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein