terça-feira, 7 de dezembro de 2004

Hoje...


Cresceste–me num tempo de incógnitas
num tempo ainda de segredos
Gostosa espera!
um dia nasceste
um nascer de desejado parto lindo!
caíste de mim
no meu ventre exposto
encolhido da tua falta
rosaste de ti o meu corpo entregue
Foi um instante
Um lapso
uma avalanche
anichado entre mim e o mundo
mundo que te esperava...
eu ria e chorava!
Nós dois ainda um só
mas já tão longe!
Hoje...
deixo-me ficar em silêncio!
Hoje...
quero mesmo só ficar em silêncio!
num dizer de silêncio
fazer-te ouvir sentido
Amo-te!
Que esse Amor seja em ti Vida Paz Serenidade
Hoje...



Os amigos Ognid e Lmatta deixaram uma prenda linda neste teu dia!

21 comentários:

Tim Bora disse...

A suprema capacidade da mulher; ser fonte de vida e de amor.

M.C. disse...

há coisas que só as mulheres entendem. Há coisas que só as mães sentem. Para ti e para aquele a quem deste vida, desejo paz, muitas alegrias, tudo de bom! Um abraço do coração

lique disse...

Parabéns (já atrasados) para ele! E um grande beijo para ti.

ognid disse...

Amiga, desculpa só chegar aqui a esta hora, tão atrasado. Que coisa tão bela que escreveste! Ele vai adorar, de certeza :) parabéns para ele e para ti também. Beijo grande.

bertus disse...

...tou de saida para uma voltinha cá dentro, regresso a este convívio sexta feira e apenas te venho desejar um óptimo feriado com tudo a correr-te pelo melhor; e sorri, mulher! tá?. Abraço e intés!!

Cecília disse...

Parabéns ao filho e parabéns à mãe. Sim, porque isto de se ser mãe tem muito que se lhe diga...
Um beijo.

wind disse...

Parabéns aos dois (atrasados) e beijocas:)****

antonio disse...

A poesia é sempre difícil de comentar. Eu diria mais: Não se comenta, sente-se. Sente-se a alma do poeta e coloca-se à frente do espelho da nossa alma.

Um grande bj. e
Um abração do
Zecatelhado

Tim Bora disse...

Realmente aquele boneco de neve/pai natal(!!!!) mais parecia uma mosca tonta. Acontece que fiz aquilo ontem à noite e nem testei. Agora com as estrelas ficou um bocadito melhor. Paciência.

Tim Bora disse...

Sábado, dia 11. Vinte e dezassete - mais um ano e menos juízo.

BlueShell disse...

A maior parte das pessoas não compreende a diferença entre SER triste e ESTAR triste!...

Anónimo disse...

É com muito gosto que te mando daqui um beijão. Para ti especialmente. E para todos aqueles que estão á nossa volta, que por este meio ou outro se apaixonam por o que se sente, e não pelo que se vê. Por o agora e o depois,em pequenos intervalos que se manifestam e se sentem, cada dia, ao longo de todos aqueles dias. PARABÉNS. ASS.xamura (o acompanhante da sei lá)

OrCa disse...

SeiLá, minha old devil, que assim te (nos) derretes, tão mãe e tudo!... Gostei de te ouvir dizer "um desejado parto lindo". Conheço muitas que, ansiando um filho, temem com pavor o parto.

É de mulher-toda esse enlevo do parto lindo. É de Mãe.

Dá aí um abraço ao filhote e diz-lhe, da minha parte, que ele tem uma das mais belas prendas de aniversário: a sua Mãe.

Um beijo para ti.

BlueShell disse...

Oh, minha jóia, não, não foi por nada que tu tenhas escrito: foi um grito de dor e de raiva; sim, só isso.Não estou a conseguir gerir os meus problemas conjugais, o meu tabalho e a doença cardíaca do meu pai (ontem sentiu-se mal outra vez)...Já hoje chamámos a ambulância....Aqui em angualde dizem que não detectam nada, mas logo à tarde vai ao Hospital de Viseu.
Obrigada pelas tuas, sempre reconfortantes, palavras! Aceita um grande beijo da amiga Blueshell e da WB

óssóbó disse...

essa " coisa " as mulheres sentem de forma mais intensa, por serem elas, afinal, o ninho ventral...
agradeço a sua visita

O Micróbio disse...

Belas palavras, ilustradas por tão belo desenho maternal! Parabéns!

sotavento disse...

Parabéns atrasados, para o "bebé" e sua mãe!... :)

"...
Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas...

Boa noite. Eu vou com as aves!"

almaro disse...

"...quando passas as tuas mãos pela minha cabeça, é tudo tão verdade Mãe..."(josé de almada negreiros)

Nunca se deitou antes do silêncio e verificar o descanso de todos que pernoitavam debaixo do seu tecto. Inquieta, ansiosa, depois de tudo, depois de todos, ali ficava noite dentro, a debater-se com o sono e com os seus sonhos. Só a noite era dela.
Entrava no quarto, noite dentro, de mansinho, para não afugentar, sono difícil, e cuidadosamente, recolocava a almofada, do menino adormecido, e lá saía, devagarinho, inventando caminhos àquele que dormia.
Não sei se é retrato de Mãe. É da minha…

Um beijo escandalosamente atrasado, à mãe e ao filho.

pandora disse...

tb eu atrasada... que mal! o tempo, os dias que deviam ter umas 48 horas e só ficam pela metade... :((

parabéns aos dois, mesmo atrasados são do coração!

e olha minha querida seilá, escreveste o que muitas de nós, mães, gostariam de saber escrever aos seus filhotes... o que sentimos e não sabemos, como tu sabes linda, por em palavras.
beijo grande.
pandora

pipetobacco disse...

{ ...

mãe ; [saudade de ser criança]
recordo-me em saudade, em dor e peito
quando feliz em teus braços satisfeito
criança que era em teus beijos e leito
a lembrança triste do que fiz e feito
não ser mais aquele de teu aleito
em ternura e agora pai afeito
sinto o teu e admiro preceito
© biquinha

beijos*

... }

Alexandre Sousa disse...

Não deixei o comentário neste local para não se perder nesta pequena floresta de lindos comentários. Obrigado pelas lágrimas que fizeste correr e pela felicidade que elas me fizeram sentir. Fui avô na semana passada e vou ser de novo na próxima. Preciso de dizer mais? Um beijo e um obrigado.

adoro estes espectáculos - este é no mercado de Valência

desafio dos escritores

desafio dos escritores
meu honroso quarto lugar

ABRIL DE 2008

ABRIL DE 2008
meu Abril vai ficando velhinho precisa de carinho o meu Abril

Abril de 2009

Abril de 2009
ai meu Abril, meu Abril...

dizia ele

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. Mas quanto à primeira não tenho a certeza."
Einstein